Assembleia elege nova coordenação da Pastoral Familiar do Sul 1

sul1_2A Pastoral Familiar do Regional Sul 1 da CNBB realizou a transição entre a atual e a nova coordenação, eleita nesta V Assembleia Regional para o próximo quadriênio, na Diocese de Guarulhos, SP, em março deste ano.

Na 5ª Assembleia Regional da Pastoral Familiar, a coordenadora Maria Célia Pinto se despediu da coordenação regional da Pastoral Familiar, após exercer o cargo por mais de dez anos. Ela continuará auxiliando a Pastoral familiar, no cargo de secretária.

Sua coordenação na Pastoral Familiar marcou fortemente a formação geral de agentes para a Pastoral Familiar.

Célia e o seu esposo Wanderley (in memoriam), nunca mediram esforços para implantar a Pastoral Familiar em todas as dioceses e paróquias por todo o estado de São Paulo. O casal coordenou a Pastoral Familiar a nível nacional, o setor Vida e Família da CNBB, por duas gestões.

Maria Célia Pinto se despediu da coordenação regional da Pastoral Familiar após mais de 10 anos. Foto: Divulgação

Maria Célia Pinto se despediu da coordenação regional da Pastoral Familiar após mais de 10 anos.
Foto: Divulgação

Durante a assembleia foi eleita a nova coordenação, assim composta; dom Emilio Pignoli, bispo emérito de Campo Limpo que foi reconduzido ao cargo de referencial; padre Pedro Rubio, da diocese de Piracicaba – assessor eclesiástico para a Pastoral Familiar; Osmarina e Toninho Baldon, da diocese de Santo André – casal coordenador; Dora e Antonio Mercado, da diocese de Mogi das Cruzes – Financeiro; Célia Pinto – secretaria, que permanace auxiliando nas atividades da Pastoral.

Dom Emilio Pignoli, bispo referencial da Pastoral Familiar agradeceu à ela e ao ex-assessor eclesiástico, padre Antonio Delfino pela sua disponibilidade e desejou bom êxito ao novo casal e o novo assessor eclesiástico.

Dentre as discussões da Assembleia, também estiveram a palestra sobre o Ano Jubilar da Misericórdia proferida pelo bispo diocesano de Guarulhos, dom Edmilson Amador Caetano; Campanha da Fraternidade Ecumênica e ainda avaliaram, planejaram e propuseram ações e eventos que venham a contribuir para a visibilidade da Pastoral Familiar.

Estiveram presentes também nesta assembleia os casais representantes diocesanos da Pastoral Familiar do estado de São Paulo.

CNPF/Com Regional Sul 1 da CNBB.

Autor: PastoralFamiliar

Compartilhar esta matéria no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.