Dom Petrini fala sobre o Magistério da Igreja sobre a família

“A diferença sexual é orientada para a comunhão no matrimônio” Após a pausa do café, o 8º Seminário dos Assessores Nacionais prosseguiu com a apresentação de dom João Carlos Petrini, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família e bispo de Camaçari (BA). Ele enfatizou a importância do Bem-aventurado papa João Paulo II para a defesa dos valores fundamentais da família, começando pela entrega mútua do casal, que imita a entrega de Cristo pela Igreja, até sua atuação na construção de uma sociedade mais justa, fraterna e cristã. Utilizando em vários momentos a catequese do saudoso papa beato, dom Petrini levou os participantes a uma reflexão sobre o amor conjugal, sobre a teologia do corpo, a intimidade, a diferença sexual como base para a comunhão. Esse sentido teológico do matrimônio é base para que o casal e a família atuem na sociedade e na Igreja doando de si para todos. Após a palestra, os presentes fizeram algumas perguntas ao presidente da comissão, que após as respostas encerrou o momento com a oração do Ângelus. Às 18h serão iniciados os trabalhos do XIII Congresso Nacional da Pastoral Familiar, que, segundo a organização, espera receber cerca de mil participantes.

Autor: PastoralFamiliar

Compartilhar esta matéria no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.