Família e educação é o tema do 10º Simpósio e 12ª Peregrinação das Famílias

“A família é, portanto, a primeira escola das virtudes sociais de que as sociedades têm necessidade. Mas, é sobretudo, na família cristã, ornada da graça e do dever do sacramento do Matrimónio, que devem ser ensinados os filhos desde os primeiros anos, segundo a fé recebida no Batismo a conhecer e a adorar Deus e a amar o próximo”

– DECLARAÇÃO GRAVISSIMUM EDUCATIONIS SOBRE A EDUCAÇÃO CRISTÃ

Em 1965, o Papa Paulo VI escreveu a declaração Gravissimum Educationis, sobre a Educação Cristã. O documento, voltado para os pais, à sociedade civil e à Igreja, fala da “gravíssima obrigação” relacionada à educação dos filhos pelos pais, os primeiros e principais educadores. Tão atuais e urgentes, as indicações sobre a relação entre família e educação estarão presentes na programação do 10º Simpósio e 12ª Peregrinação Nacional da Família, marcados para os dias 23 e 24 de maio de 2020, em Aparecida (SP).

O Simpósio e a Peregrinação das Famílias em 2020 deverão aprofundar a visão da Igreja de que a família é lugar por excelência da educação. “A escola, obviamente, completa aquilo que tem início e é aprofundado em casa. Mas é a família, de maneira muito especial, que dá as bases para que o ser humano se constitua. E aí, portanto, a família vai educar para valores autotranscendentes, valores éticos, valores de respeito e de justiça que suscitem a própria doutrina católica cristã se tem em casa”, explica o assessor da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB e secretário executivo da Comissão Nacional da Pastoral Familiar, padre Crispim Guimarães.

O padre explica que o Simpósio também vai lançar um olhar sobre outros aspectos da educação, considerando a transversalidade do ensino que se dá em outros ambientes, mas sublinhando que esta educação deve estar ligada à realidade familiar.

“A família é a base de toda educação, dela deriva, e tudo aquilo que acontece como fonte de conhecimento não deveria estar desligado da realidade da família. Por isso vamos construir todo o simpósio a partir dessa dinâmica para que nossas famílias preservem ou – aquelas que por ventura, por influências outras, estão perdendo esta lógica – redescubram o dever de se colocarem no lugar de educadoras para que seus filhos possam ser construtores de uma sociedade justa e fraterna”.

Padre Crispim Guimarães

Assim como Paulo VI, João Paulo II, Bento XVI e Francisco reafirmaram em pronunciamentos e documentos a importância da família na educação da prole. Recentemente, o Papa Francisco, falando a educadores, lembrou que a escola, a universidade têm um papel na constituição das pessoas como parte da educação, mas nunca isso pode prescindir o papel da família.

Acompanhe no site e nas redes sociais da Pastoral Familiar as novidades na preparação do 10º Simpósio e 12ª Peregrinação Nacional das Famílias a Aparecida (SP).

Autor: Pastoral Familiar

Compartilhar esta matéria no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.