Na Eslováquia, casamento é a união exclusiva entre homem e mulher

aica.org_fotoDe forma unânime, o parlamento eslovaco aprovou emenda à Constituição que define o casamento como “a união exclusiva entre um homem e uma mulher.” O texto recebeu parecer positivo de 102 dos 150 membros da legislatura. Desta forma, a Eslováquia entra para o grupo de países como a Polónia, Hungria, Croácia, Sérvia, Montenegro, Bulgária, Letónia, Lituânia, Bielorrússia, Ucrânia e Moldávia, cuja Constituição protege a família natural.

A resolução põe fim às tentativas da liberação do “casamento gay” no país, que ganharam força entre os anos de 1997, 2000 e 2012. A reforma baseia-se em motivações de que “não é possível que os direitos e obrigações do casamento sejam conferidos para algo diferente do que a união legalmente reconhecida entre um homem e uma mulher”. A Emenda recebeu apoio das principais forças políticas, sem distinções ideológicas entre direita e esquerda, católicos ou não.

CNPF com informações da AICA.org

Autor: PastoralFamiliar

Compartilhar esta matéria no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.