Pastoral Familiar inova e realiza simpósio 100% online: veja como foi

Os números são enormes diante da expectativa e proporcionais à satisfação diante do momento de encontro, mesmo que virtual, proporcionado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da CNBB, por meio da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF). O 10º Simpósio Nacional das Famílias movimentou o canal da Pastoral Familiar no Youtube com recorde de visualizações, chegando a praticamente 37,4 mil pessoas, no último dia 23 de maio.

Foram 15.413 expectadores únicos, número que considera as contas logadas na plataforma, e 9,5 mil comentários durante todo o dia. De acordo com a projeção dos organizadores, considerando os casais e famílias que poderiam estar assistindo juntos a partir de uma única conta no Youtube, o número total de expectadores pode ter passado de 30 mil pessoas em todo o Brasil.

E foi esta projeção nacional que emocionou quem acompanhou e quem participou do Simpósio, como os membros da Comissão Nacional da Pastoral Familiar. Logo no início do Simpósio, o Terço das Famílias fez comunhão em oração com agentes de todo o país. Cada mistério foi rezado por uma região do Brasil.

O evento

O 10º Simpósio Nacional das Famílias foi iniciado com uma videoconferência que reuniu os bispos membros da Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB: dom Ricardo Hoepers, bispo de Rio Grande (RS) e presidente da comissão; dom Armando Martín Gutiérrez, bispo de Bacabal (MA), e dom Bruno Elizeu Versari, bispo de Campo Mourão (PR). Também o assessor da Comissão, padre Crispim Guimarães, e o casal coordenador nacional, Luiz e Kathia Stolf.

Mensagem do Papa

Após o terço, conduzido por dom Bruno Elizeu Versari, a surpresa revelada por dom Ricardo Hoepers: uma carta enviada pelo Papa Francisco às famílias do Brasil por ocasião do Simpósio. No texto, o pontífice fez um convite para que as famílias sejam animadas pela “criatividade do amor”. A mensagem na íntegra pode ser conferida aqui. O evento também recebeu uma mensagem do arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo.

É tempo de cuidar

Dom Ricardo Hoepers fez uma primeira exposição sobre os objetivos do evento ao refletir sobre o tema “Família e Educação”. Para ele, “todos ganhamos quando a educação se torna prioridade”, a família e a sociedade como um todo. Na perspectiva do cuidado, em sintonia com a Ação Emergencial da Igreja no Brasil “É tempo de cuidar”, a segunda surpresa do dia: uma música de sua autoria com o mesmo título da ação eclesial em tempo de pandemia. Uma “homenagem a todos os educadores e a todas as famílias”.

“Que essa música posso nos impulsionar a tornar a educação um instrumento de transformação do mundo e a sermos todos corresponsáveis uns pelos outros, a cuidarmos uns dos outros”, desejou dom Ricardo.

Música É tempo de cuidar

Música é Tempo de cuidarLetra e melodia: Dom Ricardo HoepersArranjos e interpretação: Francis da Silva PratesÂngelo SchenqueEmílio Piva#SimpósiodaFamília#TempodeCuidar

Publicado por Pastoral Familiar_CNBB em Sábado, 23 de maio de 2020

Grave dever

Na sequência, padre Rafael Solano, da arquidiocese de Londrina (PR), falou sobre o tema central do evento “Família e Educação”, destacando que, neste tempo de covid-19, o elemento educacional é primordial para a Igreja, a qual “tem um grande desafio que o profeta dos nossos tempos, o Papa Paulo VI já havia advertido: o grave dever de nos empenharmos na educação”. Padre Rafael Solano baseou sua exposição de forma especial no documento que falar deste “grave dever”, a declaração GRAVISSIMUM EDUCATIONIS
SOBRE A EDUCAÇÃO CRISTÃ, de 1965.

Aldeia educativa

O professor Fabiano Mendonça, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), falou sobre o envolvimento da Igreja no Brasil na proposta de Pacto Educativo Global, feita pelo Papa Francisco, por meio da palestra “Família como aldeia educativa em um pacto global”.

INAPAF

Na parte da tarde, dom Armando Martín Gutiérrez iniciou as atividades da segunda parte do Simpósio e anunciou o novo casal responsável pelo Núcleo de Formação e Espiritualidade (NFE) da CNPF, que articula as ações do Instituto Nacional da Família e da Pastoral Familiar, o INAPAF. Após três anos de doação e dedicação, o casal Cláudio e Maria do Rosário passou a missão de articular o INAPAF para o casal Faustino Suchla Filho e Maria Eloina Gonçalves.

Painéis temáticos

O centro das atividades no período da tarde foram os painéis temáticos com especialistas. O coordenador internacional da Pastoral da Criança, Dr. Nelson Arns Neumman, fez exposição sobre Família e Violência. Na sequência, Dra. Maria Inês de Castro Millen, membro da Comissão de Bioética da CNBB falou sobre Valores morais na família. Membro do movimento TeenSTAR Brasil, a professora Fabiana Azambuja partilhou do programa de auto conhecimento que auxilia na educação de jovens a partir da sexualidade e afetividade, diferenciando dos modelos normativo e compreensivo.

De forma bem animada e descontraída, o casal Pedro e Márcia Fagundes partilhou sobre aspectos lúdicos da educação por meio da proposta do “dado da vida”, um instrumento que propõe “a expansão da consciência”. Na última exposição, o padre Márcio Tadeu, comunicador e especialista na área de Bioética, falou sobre a proposta de uma nova escola católica a partir da experiência da escola Maria Peregrina, em São José do Rio Preto (SP).

Dom Ricardo Hoepers interagiu com os espectadores e comentou as exposições durante a tarde.

A programação do Simpósio também contou com músicas, cantadas pelos grupos Pacem, de Dourados (MS) e Mensageiros da Fé, de Ceilândia (DF), além dos músicos Ângelo Schenque e Francis Prates, em gravação com dom Ricardo Hoepers. Vários testemunhos de jovens e famílias, além de interações por meio das redes sociais dinamizaram o evento. Também enviou mensagem para o evento o presidente do Pontifício Instituto Teológico São João Paulo II para as Ciências do Matrimônio e da Família, Mons. Pierangelo Sequeri.

Ao final, os integrantes da CNPF retornaram para avaliar o evento, destacando os principais pontos da programação e também dar alguns recados, como informações referentes ao XVI Congresso Nacional da Pastoral Familiar. O casal coordenador nacional, sublinhou o formato inovador do simpósio:

“O Simpósio, da forma como foi idealizado quando surgiu essa pandemia, seria muito mais simples ser cancelado, mas, quando optamos por fazer neste formato inauguramos um novo tempo”, analisou Luiz Stolf.

A programação estava prevista para encerrar com a missa ao vivo, direto da Paróquia Sagrada Família, no Balneário do Cassino, na diocese do Rio Grande (RS). Uma forte chuva e ventania no extremo Sul do Brasil provocaram sucessivas quedas de energia, impossibilitando a conexão da transmissão. Mesmo assim, alguns agentes acompanharam a missa pelo perfil de dom Ricardo Hoepers no Facebook.

Durante esta semana, será possível conferir todas as palestras e exposições no canal da Pastoral Familiar no Youtube, separadas uma a uma. Aguarde!

Autor: Pastoral Familiar

Compartilhar esta matéria no

1 Comment

  1. Ótima iniciativa. Fruto inesperado da graça de Deus no tempo difícil q estamos vivendo.

    Post a Reply

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.