Sínido dos Bispos: a família plenamente viva

Dom_Joo_Bosco_Barbosa_de_Sousa-minA família está no centro das atenções da Igreja. O caminho sinodal aberto pela Igreja está fazendo brilhar uma grande luz. As Diretrizes da CNBB, aprovadas este ano, dão-nos certeza de caminhar juntos. É hora, mais do que nunca, de buscarmos uma comunhão mais intensa, abraçando com amor a nossa missão.

Cultura da vida

A família “plenamente viva” é a expressão que perpassa a nossa caminhada deste ano, e fez referência ao Encontro Mundial das Famílias, do mês de setembro, com o Papa Francisco, na Filadélfia. Não passou despercebido ao Papa, em sua inspirada Encíclica Laudato Si, a importância da família no contexto da ecologia. Ao colocar no título da carta o cuidado da “casa comum”, o Santo Padre já está se referindo à humanidade como uma só família que habita essa casa. De fato, é recorrente no texto a alusão à família humana, e às responsabilidades que daí decorrem. Mas, sem dúvida a maior riqueza da reflexão do Papa reside na compreensão de que só teremos um planeta vivo e equilibrado, se tivermos um ser humano plenamente vivo. É aí que o Papa se detém na Família (n.213) como “lugar onde a vida pode ser convenientemente acolhida e protegida”; a família “lugar da formação integral”, onde os pequenos gestos de pedir licença, dizer “obrigado”, dominar a ganância, pedir desculpa, ajudam a construir uma cultura da vida compartilhada e do respeito pelo que nos rodeia.

Cuidar da casa comum é o apelo do Papa. Para nós, da Pastoral Familiar, isso soa como uma responsabilidade missionária. É fazer chegar a todos o Evangelho da Família. Temos, como Comissão Episcopal, e como Pastoral Familiar, uma grande e estruturada ação que chega aos regionais, às dioceses, às paróquias e às comunidades. Importa perguntar se o nosso esforço, os nossos recursos e a nossa atenção está voltada, em sua maior parte, para nos fazer sair em missão, ou o empregamos mais, ou quem sabe exclusivamente, para manter e reforçar a estrutura que nos beneficia. É urgente, abrir-nos à missão, e nossa missão é a família humana, plenamente viva.

Dom João Bosco Barbosa de Sousa

Bispo de Osasco (SP)

Presidente da Comissão para a Vida e a Família da CNBB

Autor: PastoralFamiliar

Compartilhar esta matéria no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.